Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

OMG! She's a book reviewer!



Sábado, 05.01.13

Nuno Amado - À Espera de Moby Dick


Escrevo assim que acabo de virar a última página. Há livros que me pedem ensurdecedoramente para o fazer. Não sei se vou gostar tanto dele amanhã como gosto hoje, por isso é justo que lhe dê uma palavrinha antes de saber se as saudades apertarão ou não quando os dias se sucederem à nossa despedida.
Não podemos aclamar Nuno Amado como um Escritor. Ainda. Não irei correr para as livrarias sempre que lançar um novo romance, mas afirmo que correrei para as caixas registadoras sempre que a sinopse me agradar. Como esta.
A história deste romance é cativante e a forma como ela se desenrola aos nossos olhos também. Vejo-a transformada num filme com uma fotografia espantosa que saltaria dos Açores às capitais europeias, que guardaria no tempo as expressões destas personagens, ora melancólicas ora eufóricas. Personagens que dão sentido à expressão popular "de génio e louco todos temos um pouco".
À espera de Moby Dick faz o que tem de fazer: comove quando tem de comover, faz-nos sorrir quando é preciso e surpreende-nos várias vezes. Sabe-me bem confessar que a 20 páginas do fim tive de parar para recuperar o fôlego e só depois continuar a ler.
Se me obrigarem a apontar defeitos foco-os na quantidade descomedida de metáforas, em algumas frases demasiado longas que não acrescentam nada a esta belíssima história e talvez nos demasiados clichés. E quando me preparava para acrescentar à lista o exagerado turismo por cidades mundiais também elas clichés, o autor dá-me uma boa razão para retirar o pensamento antes de o dizer em voz alta. Touché!
Não estou rendida ao escritor mas faço vénias ao contador de histórias. Este é um livro que se recomenda a curiosos. A quem quer saber "em que ecossistema se confundiria uma vaca preta e branca com o seu habitat" ou "quantas lágrimas por dias chora um português" e se este valor "é superior ou inferior à média europeia". Não vão encontrar as respostas, mas ao menos vão saber que houve alguém que deixou estas perguntas imortalizadas num livro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Inês às 14:22


10 comentários

De Denise Mercedes a 07.01.2013 às 14:10

Sua resenha cativa, Inês! <3

De Inês a 07.01.2013 às 21:56

óooo obrigada Dê :)

De Roseli Gomes a 25.01.2013 às 13:55

Bom dia!!!

Estou visitando o pessoal do DL 2013 para conferir as resenhas, obrigada por compartilhar sua paixão pela leitura!!!

FLYRoBrasileira

De Inês a 03.02.2013 às 10:36

Obrigada pela visita :)
Gostei muito da ideia do Desafio Literário, não podia deixar de participar.

De Marta Pinto a 05.05.2013 às 11:54

Oi, Inês acabo de ver seu vídeo sobre Firmin. E agora estou aqui vendo seu posts para o Desafio. Comprei este À espera de Moby Dick para o mês dos Autores Portugueses, havia comprado O clube das encalhadas de Catarina Fonseca, embora seja divertido em vários trechos ele meio que decepcionou-me.

Boas Leituras!

PS. Continuas participando do Desafio?

De Inês a 05.05.2013 às 12:02

É um livro que vale a pena ler, vais gostar :)
Eu tenho intenção de levar o desafio até ao fim, felizmente posso recuperar mais para a frente os meses em atraso. Não tenho tido tempo para fazer as resenhas mas fica a promessa que elas aparecerão! :)

De Marta Pinto a 30.05.2013 às 20:16

Olá, Inês.
Espero mesmo que voltes ao Desafio... seus escritos e vídeos são muito bons!
Já estou lendo À espera de Moby Dick, no Kobo. Mas, devo declarar que sinto falta de papel, tinta e textura. :-(

E se o livro for publicado por estas plagas, certamente vou querer um livro de verdade!

Você tinha razão estou gostando muito. Mas fica uma indagação você diria que À espera de Moby Dick poderia ser classificado (embora classificações sejam sempre perigosas e às vezes excludentes) como um livro sobre livros? O narrador cita tantos autores e livros... o que para mim foi uma grata surpresa. Não há como negar que nós apaixonados por livros acabamos por nos identificar...

De Inês a 02.06.2013 às 12:09

Olá Marta,
Eu acho que é um pouco forçado classificá-lo como um livro sobre livros. É verdade que ele cita vários livros mas muitos outros livros o fazem. Seria quase como classificá-lo como literatura de viagem por causa dos capítulos do filho do casal mais velho.
Acho que é apenas um romance :)

De Marta Pinto a 02.06.2013 às 13:10

Oi, Inês!
Você é sempre gentil em responder, obrigada.
E você tem razão em suas considerações, foi uma avaliação bem prematura. Já li cerca de 90% do livro e estou gostando bastante.

De Inês a 02.06.2013 às 23:34

Para mim responder aos comentários simpáticos que me deixam é sempre um prazer e não uma obrigação :)
Estás quase! Mas acho que o livro ainda te vai surpreender! :)

Comentar post



Eu e as redes sociais

Facebook
Instagram
Goodreads
Twitter

No Youtube



O que ando a ler


goodreads.com

No baú

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Mais sobre mim

foto do autor


Blogs Portugal